SOBRE O RANKING

O Ranking de Competitividade dos Municípios é uma ferramenta de grande relevância que chega à sua segunda edição e que visa apoiar os líderes públicos brasileiros nas tomadas de decisão, com foco na melhoria da gestão das cidades.

Por meio da metodologia SEALL, o Ranking dos Estados ganhou uma expansão, com a incorporação de métricas de sustentabilidade. É a oportunidade de fomentar boas práticas para uma competição saudável rumo a justiça, equidade e desenvolvimento sustentável.

O Ranking analisa o total de 411 municípios brasileiros (7,38% do universo de municípios), representando os municípios do país com população acima de 80 mil habitantes de acordo com a estimativa do IBGE para o ano de 2020. Em relação à edição anterior do estudo 6 novos municípios passaram a compor o levantamento (Alfenas (MG), João Monlevade (MG), Chapadinha (MA), Vinhedo (SP), Goiana (PE), Três Corações (MG)). Em conjunto, os 411 municípios em análise correspondem a 59,75% da população brasileira (126,52 milhões de habitantes).

Como resultado, a segunda edição do Ranking de Competitividade dos Municípios é composta por 65 indicadores, organizados em 13 pilares temáticos e 3 dimensões: instituições, sociedade e economia. Esta organização é fruto de ampla reflexão ao longo do projeto sobre quais são os temas fundamentais para se analisar a competitividade a nível municipal no Brasil.

OBJETIVOS

De forma resumida, consolidamos a seguir alguns dos principais objetivos da elaboração do Ranking de Competitividade dos Municípios:

  • Incentivar a competição positiva entre os municípios, entendida como a busca dos agentes no município por melhorar o fornecimento de serviços públicos, atrair empresas, trabalhadores e estudantes para ali viverem e se desenvolverem;
  • Permitir a obtenção de um amplo mapeamento dos fatores de competitividade e de fragilidade, direcionando, de forma mais precisa, a atuação das lideranças públicas municipais para planejamento e atuação para aquilo que é prioritário;
  • Valorizar casos de sucesso, promovendo a publicização e inspiração originada pelas boas iniciativas para se aplicar em outras localidades;
  • Ser uma ferramenta para cidadãos avaliarem e cobrarem de forma eficiente o desempenho dos formuladores de políticas públicas;
  • Ser um sistema de incentivo e de enforcement à melhoria para os líderes públicos e a sociedade no município;
  • Possibilitar uma comparação simples, direta e concisa, entre localidades, de uma série de atributos institucionais, sociais e econômicos que são comumente de difícil mensuração e avaliação;
  • Construir e disponibilizar uma ferramenta prática de auxílio e mobilização dos atores envolvidos nos processos de formulação e implementação de políticas públicas, tornando-as efetivas e baseadas em dados e evidências;
  • Ser uma ferramenta de fomento e apoio à qualificação do ambiente de negócios no município, bem como auxílio ao setor privado no direcionamento de investimentos.

PROPOSTAS PRIORITÁRIAS

O Ranking de Competitividade é uma ferramenta que busca pautar a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade dos seus estados. A partir da análise do conjunto de 10 pilares, o Ranking fornece uma visão sistêmica da gestão pública estadual.

Propostas prioritárias do Ranking de Competitividade dos Municípios:

  • Ferramenta de avaliação da Administração Pública

    O Ranking é um sistema de avaliação da administração pública. Com isso, a população pode avaliar a gestão do seu estado.

  • Sistema de incentivo para os líderes públicos

    O Ranking de Competitividade estimula os estados e os líderes públicos a buscarem inovações e melhorias nos pilares e indicadores avaliados.

  • Promoção de boas práticas

    As referências dos países da OCDE permitem que os estados busquem boas práticas internacionais e as apliquem ao contexto dos seus estados.

  • Diagnosticar e eleger prioridades

    Atuando como poderosa ferramenta de gestão, o Ranking fornece as bases para um diagnóstico preciso e auxilia os líderes públicos na construção de políticas públicas assertivas, além de auxiliar empresas e empreendedores a destinar seus investimentos para as localidades mais adequadas.

Apoiadores